Car Magazine Car Magazine

1.360 km sem reabastecer

O Toyota Mirai entrou para o Guinness World Records por ter atingido a distância mais longa de um veículo elétrico de célula de combustível de hidrogênio sem reabastecimento

Car

O carro alcançou a inédita marca de 845 milhas, ou cerca de 1.360 km, após ser abastecido com hidrogênio por cinco minutos em uma viagem de ida e volta pelo sul da Califórnia, nos EUA. “Em 2016, o Mirai se tornou o primeiro veículo elétrico a célula de combustível disponível à venda na América do Norte, e agora sua próxima geração está estabelecendo recordes de distância”, disse Bob Carter, vice-presidente executivo da Toyota Motor North America.

A tentativa de recorde oficial foi monitorada pelo Guinness World Records, seguindo suas regras e procedimentos de documentação. Em sua jornada de 23 e 24 de agosto de 2021 com foco na eficiência, o Mirai registrou 152 MPGe (milhas por galão) com água como única emissão. O juiz do Livro dos Recordes, Michael Empric, validou o tanque do Mirai com um selo no início e no final da viagem.

O recorde foi monitorado pelo Guinness World Records

Conduzido por Wayne Gerdes e copilotado por Bob Winger, a viagem de dois dias começou no Toyota Technical Center (TTC) em Gardena, Califórnia, local do grupo de desenvolvimento de células de combustível da marca. A dupla viajou para o sul, para San Ysidro, e depois para o norte, para Santa Bárbara, cruzando Santa Monica e a praia de Malibu ao longo da Pacific Coast Highway. Eles voltaram ao TTC naquela noite e registraram 473 milhas (761 km) com apenas duas trocas de motorista.

O dia seguinte, percorreram mais 372 milhas (cerca de 599 km) de tráfego matinal e vespertino na rodovia de San Diego entre Los Angeles e Orange County até que o Mirai não tivesse mais hidrogênio, chegando ao TTC com um total de 845 milhas (1.360 km) percorridas.

Ao final da viagem, o Mirai consumiu um total de 5,65 kg de hidrogênio e passou por um total de 12 estações de hidrogênio ao longo das rotas de movimentação sem reabastecimento. O carro foi conduzido principalmente durante o trânsito da hora do rush em temperaturas entre 18 e 28 graus Celsius. Ele emitiu zero CO2, enquanto um veículo com motor de combustão interna padrão teria emitido cerca de 664 libras de CO2 na mesma distância.

Car Magazine Car Magazine