Este é um carro para lendas de Le Mans, não para ‘rappers’ e oligarcas, e todos os 250 foram vendidos.
Até que ponto o Project 7 faz jus à fama de mito?

 

032-1

CAPOTA ABERTA, V8 berrando na estrada cercada por rochas, subindo uma serra sinuosa e desafiadora. Em qualquer F-type conversível você apertaria um botão para colocar três camadas isoladoras entre os elementos externos e seus cabelos. Não no Project 7, edição limitada do F-type que homenageia as sete vitórias da Jaguar nas 24 Horas de Le Mans e abre mão da capota elétrica, adotando uma estilo Bimini de tecido.

032-3

O aparato manual ajuda com menos 85 kg de peso, além de contribuir muito com o estilo do deck traseiro, apesar de não ter uma operação tão fácil. Numa situação inesperada de chuva, as coisas podem se complicar, a não ser que você acredite que a aerodinâmica o manterá seco. O que você faria? Certamente puxaria a borboleta de alumínio de mudanças e liberaria os 567 cv para encarar o vento de frente e ficar seco.

Há dois anos, o conceito Project 7 apareceu no Festival de Velocidade de Goodwood. Depois que a cortina de fumaça dos pneus se dispersou, vários talões de cheque se abriram. Ian Callum, diretor de design, disse que este atrativo F-type não passava de uma grande provocação. Mas aqueles cheques parecem ter surtido efeito e hoje estamos conduzindo um modelo de produção. Apenas 250 foram construídos, com preço fixado em R$ 785 mil na Europa, ele é R$ 250 mil mais caro que o V8 R Convertible. Todos foram vendidos…

 VEJA MATÉRIA COMPLETA NA CAR 71. COMPRE ONLINE!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s