O ótimo 650S melhora ainda mais

 

030-1

FAZENDO PARTE DE UMA TRILOGIA de sucesso como as que viraram moda no cinema, a linha Super Series da McLaren chega a um momento triunfal com o lançamento do 675LT que merecia até um tapete vermelho. Mesclando o mais alto grau de dinamismo com a civilidade do 650S, ele traz a melhor relação peso x potência de seu segmento e acelera como uma bala quando suas turbinas sopram a pleno. Se o irmão maior P1 tinha um colar, ele vai retirá-lo do seu pescoço nesse instante.

030-2

A sigla LT refere-se a ‘long tail’ (traseira longa) e o carro é a resposta da McLaren à Lamborghini Superleggera e Porsche GT3. O nome deriva do mítico F1 Longtail de competição dos anos 90, apesar de não se parecer em nada com eles. Todo o desenho para trás da coluna B é totalmente novo – tudo de fibra de carbono – e o aerofólio traseiro é menor, mas o nome refere-se menos aos centímetros, mais à carroceria e ao intrincado conjunto motriz, chassi e aerodinâmica do Longtail que foram desenvolvidos para manter a competitividade do F1 nas pistas depois da vitória de 1995 em Le Mans.

030-3O 650S já era um tipo de arma letal, por isso a McLaren mexeu apenas no módulo eletrônico do motor V8 3.8 l e escapamento para gerar mais alguns cavalos e cortou vários quilos. Porém, 1/3 dos componentes do 650S foram mudados para criar o 675. Metade das peças de motor são novas. Por isso, não admira que ele custe R$ 1,5 milhão na Europa (R$ 1,682 milhão na versão que estamos), R$ 355 mil a mais que um 650 básico…

LEIA MATÉRIA COMPLETA NA CAR 72! COMPRE ONLINE!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s