A Guerra das Estrelas dos esportivos ganha novo e excitante capítulo, onde o desafiante McLaren tenta tomar o trono do império Porsche. 570S contra 911: a batalha vai começar

080-1

CIRCUITO DE ESTORIL, Portugal. Hoje eles se encaram como rivais, McLaren e Porsche, 570S e 911 Turbo. O mais novo esportivo inglês contra o germânico imortal no molhado paddock do esquecido circuito que já fez parte do calendário da F1. Porém, há 31 anos neste mesmo asfalto, a história foi diferente. Uma história sobre a cooperação entre dois gigantes do automobilismo, um alemão e outro inglês, que trabalhavam juntos para produzir um carro que aniquilasse a concorrência. Uma história sobre o mais apertado campeonato de F1 na história do esporte.

080-5

Em outubro de 1984, na última etapa do ano, o McLaren MP2/3 com motor Porsche havia dominado os treinos. Com o campeonato de construtores garantido, graças à dobradinha na etapa de Zandvoort, três etapas antes, o que importava mesmo era o campeonato de pilotos. O veterano Niki Lauda, incitado pela McLaren para revogar sua aposentadoria em 1982, em busca de seu terceiro título, fazia dupla com uma jovem estrela francesa em ascensão, Alain Prost, que mastigava os freios do carro para chegar nos tempos de Lauda e conquistar seu primeiro título.

080-6

Há uma analogia para ser feita nesse caso. Apesar dos quatro anos desde que a McLaren Automotive lançou seu primeiro carro, sendo que a qualidade, habilidades e capacidades destes carros vêm crescendo a cada ano, ela ainda é uma companhia nova. Assim como Prost em 84, ainda está aprendendo e de olho nos mais experientes nesse primeiro comparativo decisivo que fazemos aqui na CAR Magazine com ele.

080-7

A Porsche, por sua vez, é o senhor experiente dos esportivos, vem construindo 911s há 52 anos; Turbos há mais de 40. Traçando uma linha entre os primeiros esportivos puros e GTs de outras eras, o 911 deixou de ser apenas um devorador de asfalto, hoje ele é um carro para o dia a dia, com espaço, visibilidade e durabilidade. Não precisa pensar muito para perceber que é a escolha natural e sempre foi uma inspiração para o time de desenvolvimento do 570.

080-2

“Tínhamos sempre um 911 no estúdio durante o processo de concepção do nosso carro”, admitiu Frank Stephenson, chefe de design na McLaren. “A ideia era de que ele fizesse tudo o que o 911 é capaz, mas melhor. Era como começarmos o projeto de dentro para fora. Checamos a visibilidade, conforto, capacidade de carga, tudo o que seria prioritário. Quando você constrói uma pirâmide, tem que começar pela base”.

Nos próximos dois dias colocaremos isso em cheque, em muitos quilômetros em autoestradas, no trânsito pesado das cidades e em algumas rodovias desertas em Portugal. E faremos isso enfrentando todo tipo de clima, desde chuvas torrenciais, pisos secos e chuvas ainda mais torrenciais…

 VEJA MATÉRIA COMPLETA NA CAR 73. COMPRE ONLINE!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s