Tarefa: Dirigir de Goodwood até o Iate Clube de Mônaco em 32 horas. São 1.485 km com o Maserati Centennial Edition GranTurismo. O chefe está lançando seu super iate – não se atrase!

s6

O ar está denso e frio, o orvalho cobre o chão, uma lama preta e densa esconde a grama em torno de tudo, estragando um jardim perfeito, enquanto dezenas de pessoas circulam em todos os lados, entre estandes e sinalizações, sujando os sapatos. O Festival da Velocidade está bombando.

s7

Não para nós, que estamos ouvindo os motores roncando nas pistas, tomando champagne e cheirando os vapores de gasolina no camarote. Estamos em Goodwood, já é uma fria segunda feira, quando retiramos um Maserati GranTurismo MC Centennial Edition de R$ 475 mil (na Europa) para cumprirmos nossa próxima missão, ao encontro com a fama e a fortuna. Em Monte Carlo, com alguns marinheiros e seu iate patrocinado pela Maserati.

s3

Já estou no carro, repleto de credenciais de Goodwood coladas nos vidros e com adesivos número 773 que comprovam a maratona de velocidade pela qual passou, deixando-o muito diferente em relação a 12 horas antes, quando estava participando do desfile dos supercarros, fazendo derrapagens e cantando pneus para delírio dos espectadores no famoso festival inglês. Ele não é exatamente uma novidade, apesar de se tratar de uma série limitada, que celebra o centenário da Maserati, completado em 2015, mas a calorosa recepção em Goodwood comprovou seu carisma, apesar dos participantes de peso em torno dele, tão espetaculosos e caros como ele.

s1

É uma versão em edição limitada do GranTurismo MC, um carro que não utiliza plataforma Ferrari e ganhou pintura especial na cor Magma Red (vermelho lava), que mesmo hoje, um dia cinzento e escuro, se destaca na paisagem. Ele é bonito, lindo na verdade, ostenta rodas maravilhosas, emblemas ‘100’ comemorativos e com aquela frente longa e baixa, cheia de entradas de ar.

s4

Ao dar a partida, o V8 de 4.7 l dá um grito antes de se estabilizar, chamando a atenção dos trabalhadores que desmontam as estruturas do Festival de Velocidade. Imagino o Lord March, ainda na cama, tomando um susto com o ruído, antes de tomar um chá servido sobre a bandeja de prata. Na verdade, acho que ele está cansado de ouvir o ronco de motores V8, assim, saímos de mansinho, fazendo o mínimo possível de barulho, sobre caminhos enlameados de tantos veículos que passaram por ali na frenética semana do Festival.

s2

s8

Vamos levar este carro até Monte Carlo, onde ficará em destaque no evento em que o chefão do Grupo Fiat-Chrysler – e neto de Gianni Agnelli – John Elkann revelará seu novo iate. Navegar é sua paixão, e este evento representa muito a ele. Portanto, a missão é: aproveite o carro, mas não atrapalhe este evento.

Um Maserati, com placas italianas, cheio de adesivos de Goodwood colados, nesse momento coberto de lama. Não há ninguém mais descolado que eu na Europa, imagino, tanto que vários sorrisos são direcionados a mim pelos moradores, nessa segunda feira cedo. Recebemos instruções de estarmos no Iate Clube de Mônaco, na saída do famoso túnel, na terça feira as 15:30 horas. Isso parece programação italiana relaxada, com tempo para longos almoços, um bom ‘espresso’ lendo o jornal sob o sol. Barbada. Pelo menos achamos que é.

s5i1

O problema é que o câmbio do GranTurismo não se dá bem com tocadas suaves, na verdade as odeia. Enquanto as Ferrari contam com um sem número de relações que são trocadas a todo momento, o Maserati tem apenas seis em seu câmbio automático, que as troca de forma estranha…

VEJA MATÉRIA COMPLETA NA CAR 80. JÁ NAS BANCAS E NA LOJA ONLINE!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s