A antiga GP2 que em 2017 recebeu a denominação de Fórmula 2, terá um novo carro para a temporada 2018 e ganhará identidade própria depois de ter nascido como um Fórmula 1 ‘genérico’, em 2005. O brasileiro Sérgio Sette Câmara, estreante e já vitorioso em 2017, será o principal representante do Brasil com o novo equipamento.

s5

Quando foi lançada em 2005  para substituir a antiga F-3000, que na época era o último degrau antes da Fórmula 1, a GP2 tinha objetivos mais ambiciosos do que apenas ser a derradeira graduação antes do olimpo. Na época, existia a preocupação do chefão da F1, Bernie Ecclestone, em criar uma reserva de carros com as mesmas dimensões da categoria principal, caso fosse necessário completar o grid de um grande prêmio. Isso, por que os contratos da FOM (Formula One Management) com os promotores locais dos GPs estavam vinculados à presença mínima de 16 carros alinhados no grid de largada.

s1

s2

A categoria principal passava por um conturbado momento de transição, com metade das equipes trabalhando com orçamentos milionários e a outra metade endividada, lutando pela sobrevivência e não por vitórias. Então, a ideia foi fabricar 20 carros de Fórmula 1 ‘genéricos’, com as mesmas dimensões da categoria principal e que usasse o mesmo tipo pneu. O carro nasceu de um projeto da italiana Dallara e recebeu um motor V8 aspirado fornecido pela Renault.

s8

s11O projeto foi concebido para que o carro da GP2 tivesse um rendimento no limite da regra dos 107% (ser até 7% mais lento por volta) da FIA, possibilitando que ele alinhasse no final do grid da F1. A logística também estaria garantida já que a categoria era preliminar na maioria dos GPs. Naquela época, a escolha do nome GP2, e não Fórmula 2, tinha uma razão estratégica e comercial. Se ocorresse a união das duas categorias no grid, os créditos da TV seriam: nome do piloto, carro e a sigla GP1 ou GP2, assim como na atual WEC (World Endurance Championship), onde existem as nomenclaturas LMP1 e LMP2 para os protótipos.

s12

s7Espertamente, Ecclestone também tinha o registro da marca GP1, mas nunca precisou fazer nenhum tipo de manobra, já que em várias corridas os primeiros do grid da GP2 foram mais rápidos que os últimos do grid da F1. Atualmente, com a chegada dos americanos da Liberty Media, que assumiu também o controle do Campeonato Mundial de F2, e também com a mudança das dimensões dos carros da F1 e o aumento nas dimensões dos pneus, a denominação GP2 passou a não fazer sentido.

s9

s6Na GP2, Nico Rosberg, Lewis Hamilton, Nico Hulkenberg, Romain Grosjean, Jolyon Palmer e Stoffel Vandoorne foram campeões e asfaltaram seus caminhos rumo à F1. O Brasil bateu na trave várias vezes na história da categoria, fazendo quatro vice-campeões: Nelsinho Piquet, Lucas di Grassi, Bruno Senna e Luiz Razia. Na temporada de 2017, apesar de manter a denominação histórica das décadas de 1960 a 1980, a categoria ainda compete com carros da GP2, já que a Dallara só substitui os modelos a cada triênio. Para 2018, a Fórmula 2 ganhará um novo carro, com DNA próprio, será o primeiro carro da categoria em mais de 30 anos (confira box na página 109).

s4

s3A FIA chegou a usar a denominação FIA Formula Two, de 2009 a 2012, numa categoria criada na Europa para baratear custos. Mas, na verdade, não havia nada de novo na proposta, era uma somente uma reedição da extinta Fórmula Palmer Audi, de propriedade de Jonathan Palmer, pai de Jolyon Palmer. A categoria foi reeditada com chassi assinado pela Williams e motores Audi, porém seu rendimento ficava aquém da GP2, e ela jamais teve o mesmo status da F2 ou chegou a ser preliminar do circo da F1. A única marca que a categoria deixou antes da sua extinção foi o acidente bizarro que vitimou Henry Surtees, de 18 anos, filho temporão de John Surtees, campeão mundial de F1, em 1964…

VEJA MATÉRIA COMPLETA NA CAR 83. JÁ NAS BANCAS, EM NOSSA LOJA ONLINE E NO NOVO APP PARA IOS E ANDROID.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s