O último Megane era sublime, o 911 dos hothatches, o mais novo Clio Renault Sport manteve a tradição e agora o terceiro Megane mantém a mágica.

s5

Sob pressão? Sim. Ela sempre existe na hora de substituir um hothatch ícone da sua linha e ainda mais um carro que não é menos que o máximo em seu segmento. Alguns rivais podem ser mais rápidos (Ford Focus RS, BMW M140i) ou mais completos (VW Golf GTI e R), mas em matéria de diversão pura e excitação, o Megane RS reina absoluto; mesmo agora, depois de sete anos em produção. Ele é uma das melhores tocadas num tração dianteira de todos os tempos. E agora a Renault Sport precisa de um sucessor à altura. Que ele obviamente será. Ou não?

s7

Felizmente na teoria há ótimas razões para acreditarmos que o Megane RS não será um fiasco. O último hothatch da Renault Sport foi o Clio RS 200 de 2013, um ótimo carro, mas não extraordinário. Poderíamos nos ater a seu exótico câmbio acionado por borboletas, ou pela experiência de condução formidável, esquecendo-se totalmente do que há por baixo dele. Na ficha técnica do novo Megane RS, seus materiais não empolgam como deveriam empolgar. O Megane regular é bom, vem com bom pacote de equipamentos, ótima ergonomia e fina – mas não memorável – dinâmica de condução, enquanto a versão melhorada (pela Renault Sport) Megane GT com rodas traseiras direcionais divide opiniões.

s3

Assim, o calor em baixo daquela magnífica cobertura de vidro deve ter sido um pouco mais intenso que o usual para os engenheiros no quartel-general da Renault Sport nas cercanias de Paris – para onde viemos para este primeiro contato com o novo Megane RS e encontrar as mentes que o conceberam; os engenheiros que em breve celebrarão, ou se recolherão ao silêncio…

s6

O principal está aqui: O novo Megane RS que usa o mesmo motor 1.8 l turbo do esportivo Alpine e tem tração dianteira apenas. Diferente do Clio RS, o Megane estará disponível com opções de câmbio manual ou automático de dupla embreagem. Assim como antes, duas versões serão oferecidas: o Megane RS ‘normal’, com 276 cv já à venda na Europa desde o fim do ano e uma versão mais rápida, de 296 cv, que será lançada no início de 2018. Os clientes terão opções de suspensão – a standard Sport ou uma opcional Cup, 10% mais rígida (esta última standard na versão Trophy). A diferença de preço entre o RS regular e o Trophy será similar à anterior do Megane RS, cerca de R$ 13 mil (na Europa). Todos eles embarcarão a tecnologia de rodas traseiras direcionais.

s44

Diferente do Civic Type R com suspensão totalmente independente, o Megane usa eixo de torsão na traseira e amortecedores passivos, porém, sua suspensão dianteira McPherson com dupla geometria foi completamente redesenhada em relação à anterior dos Megane RS. “Nós ainda temos seis meses de desenvolvimento, portanto, não temos ainda os números de aceleração e velocidade final”, informa o gerente do projeto, Grégoire Ginet, mas ele fará de 0 a 100 km/h em menos de 6 s e a máxima superará os 250 km/h”…

VEJA MATÉRIA COMPLETA NA CAR 85. EM BREVE NAS BANCAS!

BAIXE O NOVO APP E LEVE UMA EDIÇÃO GRÁTIS! DISPONÍVEL PARA IOS E ANDROID.

OU COMPRE EM NOSSA LOJA ONLINE E RECEBA SUA CAR EM CASA!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s