O antigo Phantom era sem dúvida o mais luxuoso sedã do planeta. O novo leva a extravagância a um novo nível

s2

O que interessa mesmo foi projetado e fabricado na Alemanha. Engenheiros e designers trabalharam mais em Munique, o chefe chama-se Schwarzenbauer e o CEO tem três tremas sobre seu nome. Até o couro – 12 peles por carro – vem de vacas da Bavária.

Mas ainda há uma maravilhosa atmosfera britânica no Rolls-Royce Phantom, da mesma forma que havia no seu antecessor com motor BMW. Ele ainda é montado no verde de Goodwood, os carpetes e forrações vêm da região de Sussex e quando você entra dentro dele, sente-se na sua poltrona preferida de casa, com rodas. Bem-vindos ao mais novo e exuberante Phantom, geração VIII (note a utilização de algarismos romanos, para realçar a pompa e a tradição).

s3.jpg

A BMW fez um trabalho maravilhoso ao mesclar tradição e tecnologia com a Rolls-Royce.

Perguntei a Torsen Müller-Ötvös, o CEO com três tremas no nome, como eles agiram para chegar a um resultado tão inglês como este. Ele disse que a BMW, e ele pessoalmente, aprenderam muito com o desastre que foi a experiência Rover nos anos 90. Além disso, Müller-Ötvös é um admirador dos costumes e da cultura inglesa, ele ama tudo que é britânico. Muitos de seus designers e engenheiros são ingleses, notadamente o diretor Giles Taylor, ex-Jaguar.

O objetivo, claro, era desenhar e equipar o melhor sedã de luxo do mundo, tarefa que é bem facilitada quando se baseia num Phantom VII, que está ligeiramente acima de qualquer Bentley ou Mercedes-Benz quando o assunto é luxo.

s4.jpg

E ele se parece bastante com o anterior. Taylor se refere ao Phantom como um clássico, como é o Porsche 911, portanto, nenhuma revolução no estilo se faz necessária. No entanto, percebemos sutis retrabalhos na grade (agora ligeiramente mais alta e reposicionada) e vigia traseira mais inclinada.

Além disso é difícil encontrar diferenças. Assim como no antigo Phantom, ele é dominado pela imponente grade tradicional (em aço inoxidável polido a mão), seu longo capô, os enormes para-lamas, a grande distância entre-eixos (maior ainda no VIII, melhorando ainda mais o espaço de pernas na traseira) e o capô traseiro curto.

O novo é um pouquinho mais curto que seu antecessor. E isso em parte se explica para que a Versão Entre-eixos Estendida – 22 cm mais longa – se encaixe nos seis metros do comprimento total. Não demora muito e seus donos terão que tirar licença para condução de ônibus…

VEJA MATÉRIA COMPLETA NA CAR 86. EM BREVE NAS BANCAS!

BAIXE O NOVO APP E LEVE UMA EDIÇÃO GRÁTIS! DISPONÍVEL PARA IOS E ANDROID.

OU COMPRE EM NOSSA LOJA ONLINE E RECEBA SUA CAR EM CASA!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s