Car Magazine Car Magazine

Ajustes finais

Um rugido profundo e borbulhante surge da curva, seguido pelo som alto do vento. Um Bugatti Chiron Pur Sport preto desponta no início da reta, passa acelerando fundo pelos boxes e desaparece na próxima curva. Rápido, poderoso, espetacular

Car

Após semanas de bloqueio do Covid-19, a engenharia da Bugatti pode finalmente avaliar o hiperesportivo em um circuito novamente. “Isso é crucial para o desenvolvimento do carro, porque o Chiron Pur Sport está configurado para o máximo desempenho e comportamento dinâmico. Andar na pista de teste é incrivelmente importante no seu ajuste”, diz Stefan Ellrott, chefe de desenvolvimento da Bugatti.

Os testes são essenciais para o ajuste fino do chassi, o acerto dos amortecedores e direção, controlar o desgaste dos pneus e câmbio, bem como para avaliar novos componentes do motor que será produzido em série. O comportamento geral do veículo nas mais severas condições de exigência, e nas mais variadas velocidades, também é exaustivamente verificado e ajustado durante esses ensaios: “Com o Chiron Pur Sport, estamos buscando um desenvolvimento mais extremo e radical. É o carro perfeito para os que gostam de fazer curvas no limite de aderência e querem sentir uma grande conexão com a pista”, explica Ellrott.

Os testes mostraram um carro mais equilibrado

O circuito é desafiador. São nove curvas à direita, dez à esquerda, além de 44 desníveis entre subidas e descidas, e uma variação de altitude de 70 metros no decorrer dos seus 4.207 metros de extensão. Assim é Bilster Berg, um circuito localizado no coração da Teutoburg Forest, na Alemanha, que por três dias em maio foi o local dos testes do novo Chiron Pur Sport. Oito engenheiros — entre eles Stefan Ellrott e Jachin Schwalbe, chefe de desenvolvimento de chassi — estiveram presentes durante a avaliação dos dois protótipos de pré-série Pur Sport. A equipe é reduzida para poder cumprir com as normas de segurança atuais e não comprometer a saúde dos participantes.

Os carros voltam aos boxes depois de algumas voltas rápidas. O ar quente sobe das caixas das rodas, enquanto o motor de 16 cilindros funciona silenciosamente em baixo giro. Os dados das voltas pela pista são lidos, os pneus são trocados. Em função da topografia desafiadora e da segurança do circuito, com suas amplas áreas de escape, o Pur Sport pode ser levado ao seu limite físico.

O Chiron Pur Sport está configurado para máximo desempenho

Além do novo chassi, significativamente mais rígido, da suspensão reajustada, dos pneus recém-desenvolvidos e de uma caixa de câmbio com relações de marchas mais curtas, os engenheiros também precisam readequar o turbocompressor do motor e os componentes de segurança. Todo sistema precisa funcionar perfeitamente, especialmente com o novo modo de condução incorporado ao carro. Pela primeira vez, o ESC Sport + permite que pilotos experientes dirijam o Chiron em derrapagem controlada, podendo determinar o desgarramento da traseira do carro com o pedal do acelerador antes que o ESC imponha limites ao hiperesportivo. Na interpretação dos engenheiros, além de ser divertido o Pur Sport faz de você um piloto melhor.

Isso é “comum” em um Bugatti Chiron

O Pur Sport perdeu 50 kg de peso em comparação com o Chiron, e ganhou maior força descendente por causa da enorme asa traseira. O chassi ficou mais rígido e ágil e foi ajustado para pistas exigentes, com as curvas mais variadas. Uma nova caixa de câmbio com relações de marchas 15% mais curtas foi desenvolvida, e o limite máximo de rotações do motor aumentado. O motor, um W16 com 1.500 cv e 163 kgfm de torque parece acelerar ainda rápido, e as sete marchas do câmbio automatizado de dupla embreagem são trocadas velozmente quando em plena aceleração.

Por causa da nova geometria da suspensão, dos pneus Michelin mais macios e da nova asa traseira, a aceleração lateral do Pur Sport nas curvas é ainda mais brutal. O carro ainda acelera de 60 a 120 km/h, em sexta marcha, quase dois segundos mais rápido que seu antecessor, mostrando uma elasticidade de motor 40% superior. A Bugatti deve iniciar a produção em série do Chiron Pur Sport, limitado a 60 unidades, no segundo semestre de 2020. E seu preço é de 3 milhões de euros.

Andy Wallace: a mais de 490 km/h

Andy Wallace, o Bugatti Pilote Officiel

Nenhum outro piloto passa tanto tempo dentro de um Chiron quanto o inglês Andy Wallace. Nos últimos anos, o Bugatti Pilote Officiel percorreu mais de 150 mil quilômetros dentro dos extraordinários veículos produzidos em Molsheim. Ele avalia carros Bugatti desde 2011.

Mas Wallace não dirige apenas Bugatti, já que uma carreira profissional de mais de 30 anos o consagrou como piloto. Ele participou das 24 Horas de Le Mans e das 24 Horas de Daytona 21 vezes, vencendo o clássico de resistência de Le Mans uma vez e Daytona três vezes.

No verão de 2019, Wallace comprovou de maneira espetacular que é um amante da velocidade: ele atingiu a velocidade máxima de 490,484 km/h (304.773 mph) em um Bugatti Chiron Super Sport 300 +. Um recorde mundial para a Bugatti. Ao mesmo tempo, a marca é a primeira fabricante a quebrar a barreira mágica dos 482,80 km/h.

Car Magazine Car Magazine