Car Magazine Car Magazine

Aston Martin de volta ao Brasil

A UK Motors confirma a vinda de toda a linha Aston Martin para o Brasil. Os modelos chegarão ao mercado na concessionária que iniciará operações no bairro do Itaim, São Paulo, a partir do segundo semestre

Car

Dos oito modelos da linha, três virão ao Brasil mediante encomenda do cliente: DB11 Volante, DBS Volante e Vantage Roadster. Unidades equipadas com câmbio manual também serão trazidas somente a pedido do comprador. A seguir, um breve apanhado da linha dos esportivos ingleses que estarão à disposição dos clientes.

DBX
O primeiro SUV da Aston Martin foi apresentado em novembro de 2019 e preserva a alma dos modelos esportivos da marca. O DBX tem motor V8 biturbo de 4 litros (3.982 cm³) que entrega 550 CV de potência a 6.500 rpm e 71,4 kgfm de torque entre 2.200 e 5.000 rpm. Sua aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 4,5 segundos e sua velocidade máxima é de 291 km/h. O câmbio é automático de nove marchas.

 

Vantage
O modelo de dois lugares da Aston Martin é sinônimo de desempenho. Ele vem equipado com motor V8 biturbo de 4 litros com 510 CV de potência a 6.000 rpm e torque de 69,9 kgfm entre 2.000 e 5.000 rpm. Sua velocidade máxima é de 314 km/h e a aceleração de 0 a 100 km/h é de 3,5 segundos. O câmbio automático é de oito marchas.

 

Vantage Roadster
A versão conversível do Vantage oferece os mesmos atributos de estilo e comportamento dinâmico do cupê. A capota de tecido tem um mecanismo de operação ultracompacto que permite abertura ou fechamento em tempo abaixo de sete segundos — a Aston Martin diz que essa marca é a mais rápida entre os conversíveis de teto totalmente automático. O Vantage Roadster acelera de 0 a 100 km/h em 3,7 segundos e chega a 305 km/h de velocidade máxima.

 

DB11 e DB11 AMR
Apresentado em 2016, o Aston Martin DB11 é o substituto do bem-sucedido DB9, lançado em 2003. Integra a linhagem DB iniciada em 1948, sendo considerado um Aston Martin clássico por excelência. Os compradores do DB11 têm duas opções de motor: V8 biturbo com 4 litros e 510 CV ou a versão AMR com motor V12 biturbo com 5,2 litros e 630 CV de potência. Trata-se de um cupê “2+2” que com motor V8 pode acelerar de 0 a 100 km/h em 4 segundos e chegar a 300 km/h. O V12 vai de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos e atinge 335 km/h. Os valores de torque são, respectivamente, 68,8 kgfm e 71,4 kgfm. O câmbio é automático com oito marchas.

 

DB11 Volante
“Volante” (voador, em italiano) foi a palavra escolhida para complementar o nome do DB11 na configuração conversível. Disponível somente com motor V8, tem desempenho semelhante ao da versão cupê, indo de 0 a 100 km/h em 4,1 segundos e podendo também chegar a 300 km/h. A capota, operada eletronicamente, pode ser aberta ou fechada com o carro em movimento a até 50 km/h.

 

DBS Superleggera
Atual carro-chefe da Aston Martin, o DBS Superleggera é um Super GT com motor V12 biturbo de 5,2 litros ajustado para oferecer potência excepcional (725 CV a 6.500 rpm) e torque de tirar o fôlego (91,7 kgfm entre 1.800 e 5.000 rpm). E cumpre sua função com extrema competência: chega a 340 km/h e vai de 0 a 100 km/h em 3,4 segundos. A sigla DBS foi usada pela primeira vez pela Aston Martin em 1967. A Superleggera, fabricante italiana de carrocerias, tem um longo histórico com a Aston Martin, sendo parceira da fábrica em modelos como os DB4, DB5, DB6 e Mark 1. Lançado em 2018, o DBS Superleggera substituiu o icônico Vanquish S.

 

DBS Superleggera Volante
A versão aberta do DBS Superleggera faz história como o mais rápido conversível da história da Aston Martin: chega aos mesmos 340 km/h do cupê e precisa de 3,6 segundos para ir de 0 a 100 km/h (apenas dois décimos de segundo superior que o DBS Superleggera). Operada eletricamente, a capota é aberta em 14 segundos e fechada em 16 segundos. Se desejar, o motorista pode comandar a operação fora do carro, a até dois metros de distância. Como o cupê, é um modelo com carroceria “2+2”.

Car Magazine Car Magazine