Car Magazine Car Magazine

Automobilismo volta à vitrine da TV com manobra inédita da Band

Emissora paulista terá em sua grande corridas de F1, Stock Car e Copa Truck, com seu braço no cabo exibindo treinos e as categorias de base F2 e F3.

RaceCar

Depois de décadas sob o guarda-chuva do Grupo Globo, os principais campeonatos do automobilismo brasileiro e mundial fizeram suas malas e partiram para uma velha conhecida, a Band. A emissora paulista começa 2021 com nada menos que seis categorias sendo exibidas na TV aberta e em seu canal fechado Band Sports, tendo como carro chefe a F1, em um acordo que surpreendeu a todos, e contando também com Fórmula Indy, F2, F3, Stock Car, Copa Truck e, conforme a CAR Magazine apurou, a Porsche Cup, que deverá ser anunciada em breve.

Os moldes desta parceria são praticamente as mesmas que havia com a Globo – treinos livres e categorias de base no Band Sports, com as corridas na TV aberta. A diferença é que a Globo pregava a exclusividade, impedindo assim a F1 de explorar seu app de serviço de streaming em território nacional. Com a Band, esse problema não vai existir – pelo contrário: o áudio das transmissões no F1 TV Pro será o mesmo da Band.

Com isso, a Band dá um fôlego ao automobilismo que não se via desde que a Globo passou a tirar o pé por questões financeiras (no caso da F1 nem tanto, pois ela obtinha uma de suas maiores receitas com as vendas de cotas de patrocínio – a questão foi a tal da exclusividade, que, antes da fácil acessibilidade, era algo legítimo, mas, com a tecnologia, passou a perder sentido e a categoria perder dinheiro ao não poder comercializar seu app).

Equipe competente a Band tem de sobra. Com Reginaldo Leme no comando, a emissora conta com bons narradores como Celso Miranda e Luc Monteiro (este confirmado como locutor oficial das categorias nacionais), além de grandes âncoras como Glenda Kozlowski – que certamente comandará o Show do Esporte no autódromo durante o GP do Brasil de F1 e a Band deverá passar o fim de semana inteiro ao vivo. Isso sim será interessante, se levarmos em conta o altíssimo nível de transmissão das etapas da Fórmula Indy em São Paulo.

 

Conteúdo também não será problema. Tanto no anúncio da Stock Car quanto no da F1, a emissora dedicou um largo espaço de tempo em seu principal telejornal, o Jornal da Band, em pleno horário nobre. A questão é saber quanto tempo vai demorar para ela também ter um programa que fale exclusivamente de corridas – afinal, ela já tem o fino da bossa em termos de conteúdo para trabalhar.

Basta ver como a Band vai administrar tantas transmissões. A princípio, as corridas da F1 não devem influenciar nos horários de Stock Car e Copa Truck, que deverão ter suas corridas exibidas na janela entre 11 e 13h. Na pior das hipóteses, o almoço do domingo será acompanhado de um combo F1+Stock ou F1+Truck ou F1+Porsche. Já no caso da Band Sports, todo treino e corrida é bem-vindo. E não podemos esquecer que o SporTV seguirá também exibindo Stock, Truck e Porsche pelo menos até 2022.

Essa investida da Band (que, certamente, viu algo bastante vantajoso nesse mercado) é uma grande injeção de energia no automobilismo brasileiro. Querendo ou não, é uma TV aberta com alcance nacional e as categorias nacionais, assim como a F1, também se livraram das amarras de exclusividade da Globo e poderão trabalhar livremente seus conteúdos – inclusive elas também exibirão treinos e corridas pelo YouTube de forma gratuita.

Que isso tudo faça nosso esporte evoluir, atrair mais público, investidores e gere novos talentos para garantir vida longa ao automobilismo brasileiro.

Car Magazine Car Magazine