Car Magazine Car Magazine

Autônomo, mas com menos enjoo

A Jaguar Land Rover está desenvolvendo um software para reduzir o enjoo de movimento dos ocupantes dos seus veículos, adaptando o estilo de direção dos carros autônomos do futuro

Car

Engenheiros especialistas em software da empresa, do laboratório de Shannon, no Reino Unido, conseguiram estabelecer uma “pontuação de bem-estar” personalizada para que o impacto do enjoo de movimento tenha redução de até 60% nos sistemas de direção autônoma.

O sistema inteligente combina mais de 32 mil quilômetros percorridos no mundo real e em simuladores, para calcular um conjunto de parâmetros para dinâmicas de dirigibilidade, que serão avaliadas entre si. Um equipamento avançado de ‘aprendizado de máquina’ garante que o carro otimizará seu estilo de condução baseado nas informações coletadas em cada quilômetro percorrido com a frota autônoma.

Essa tecnologia pode vir a ser usada para ensinar os veículos da marca a andar de forma autônoma, mantendo as características individuais de cada modelo, como a esportividade de um Jaguar ou a capacidade off-road de um Land Rover. Tudo para desenvolver a melhor experiência dinâmica em um futuro autônomo, elétrico e conectado.

Enjoo de movimento, curvas

De acordo com estudos realizados na Universidade de Oxford, na Inglaterra, o enjoo de movimento afeta mais de 70% da população mundial e é causado, na maioria dos casos, pela observação, através dos olhos, de informações diferentes das que ouvidos, pele e corpo estão recebendo – por exemplo, quando passageiros leem livros durante viagens. Usando esse novo sistema de controle de aceleração, frenagem e posição em faixa – fatores que contribuem para o enjoo de movimento –, será possível reduzir a sensação de náusea dos passageiros.

Como resultado do projeto, engenheiros puderam desenvolver características mais refinadas para os sistemas de assistência ao motorista, como o controle de cruzeiro adaptativo e o sistema de monitoramento de faixa. O melhor conhecimento sobre o assunto está ajudando, inclusive, outras áreas da empresa, como design e manufatura, para projetos atuais e futuros.

A mobilidade está se transformando rapidamente e é preciso aproveitar os carros autônomos, além de alcançar a meta de zero acidente e zero congestionamento, para resolver o problema de enjoo do movimento em carros sem motorista. Esta será a chave para desbloquear todo o potencial dessa tecnologia para os passageiros, que poderão viajar lendo, trabalhando ou relaxando.

Enjoo de movimento, frenagens

Esse é mais um passo da fabricante em direção ao Destination Zero: uma ambição de transformar a sociedade em um local mais seguro e saudável, fazendo com que o meio ambiente fique mais limpo por meio da inovação. Com a missão de aumentar a qualidade da vida urbana do futuro, a Jaguar Land Rover apresentou também o Project Vector, um conceito avançado para o futuro autônomo da mobilidade.

Num mundo pós-COVID-19, onde o “novo normal” aparecerá, a expectativa dos consumidores de transportes privados mudará e o foco será segurança e mobilidade limpa, em que o espaço privado e a higiene serão conceitos premium. Novas tecnologias e materiais estão sendo desenvolvidos para cobrir essas expectativas na Jaguar Land Rover, com os veículos desenhados para melhorar o bem-estar de passageiros, incluindo o Monitor de Condição do Motorista e o carregador por indução antimicróbico. Além disso, funções como bancos com ventilação, luz ambiente e bancos reguláveis são características comprovadas como parte significante na redução do enjoo de movimento.

Em toda a linha, os modelos da marca oferecem dinâmica ajustável, que auxilia na redução dos movimentos de baixa frequência do asfalto, que também são possíveis causadores de desconforto a bordo. Alterando as configurações de rodagem a cada 10 milissegundos, o carro garante que o passageiro sempre tenha os mais altos níveis de conforto.

Car Magazine Car Magazine