Car Magazine Car Magazine

Bottas abre “novo normal” da F1 com pole e recorde de pista

Com direito a erro e recorde da pista, finlandês abre disputa interna contra Hamilton, seu companheiro de equipe, com um pé na frente; Ferrari decepciona.

RaceCar

Se o mundo mudou na volta da F1, a força dominante não foi alterada. Na verdade, só a cor foi trocada: ao invés das Silver Arrows, a Mercedes agora é Black Arrows, em uma manifestação contra o preconceito racial que explodiu nos últimos meses e tem Lewis Hamilton como um de seus principais expoentes.

Na Áustria, a montadora fez dobradinha e dominou a primeira fila na primeira tomada de tempos, mas com Valtteri Bottas à frente do badalado companheiro de equipe em 0s012, seguido pela Red Bull de Max Verstappen em um classificatório disputado com sol, tempo bom e que viu alguns pilotos até rodarem, como mostra o resumo abaixo:

Para explicar melhor como foi a sessão, separamos alguns tópicos sobre a classificação no Red Bull Ring e, mais abaixo, publicamos o grid de largada completo:

– Valtteri Bottas reivindicou claramente o desejo de ser a cara do “novo normal” da F1. Com bastante agressividade, ele marcou a pole com direito a recorde da pista e até se deu o direito a um erro bem incomum no miolo do circuito, superando o eterno favorito companheiro de equipe, mesmo que por margem mínima, mostrando que está disposto a ser protagonista em 2020.

– A Red Bull segue como segunda força, com Verstappen em terceiro e Alexander Albon em quinto, mas com meio segundo de de desvantagem pelo menos em ritmo de classificação. Lembre-se que ela venceu no ano passado no Red Bull Ring de forma convincente.

– A McLaren foi uma grata surpresa, talvez a melhor de todas, como ótimo ritmo de Lando Norris em quarto no grid, pouco mais de três décimos à frente de Carlos Sainz no pelotão mais encardido do grid. Prova disso, é que esses três décimos jugaram Sainz para oitavo na tabela.

– A Racing Point mostrou que seu “Mercedes rosa” é bem efetivo, com Sergio Perez fazendo o sexto tempo com exatamente a mesma marca de Albon, que sai na frente por tê-la registrado primeiro. Stroll em nono também é outra prova disso.

– Não tem como não citar a Ferrari como destaque negativo, por conta de tudo o que se espera dela. Largar em sétimo lugar com Charles Leclerc e 11º com Sebastian Vettel está bem longe dos melhores sonhos dos torcedores. Leclerc até se espantou pelo rádio com o sufoco que ele teve para passar ao Q3.

– Logo de cara, ser eliminada no Q1 após terminar o ano passado em alta não era o que a Alfa Romeo esperava para a primeira classificação do ano. Em um circuito rápido como o da Áustria, tomar 1s2 é sinal de que não está nada bem. Com Antonio Giovinazzi à frente de Kimi Raikkonen por 0s049, as Alfas ficaram entre as duas Williams, com George Russel 0s008 melhor que Giovinazzi.

– Já a Renault e a Haas não complicam nem descomplicam. No caso da montadora francesa, Daniel Ricciardo passou ao Q3 mas foi o mais lento de todos, enquanto Esteban Ocon, em sua reestreia, caiu no Q2. Nada de muito diferente de 2019. Enquanto isso, a Haas teve o primeiro degolado do Q1 e o último do Q2, saindo em 15º com Romain Grosjean e 16º com Kevin Magnussen, o que mostra a fraqueza do novo carro aerodinamicamente.

– E a Williams deixou de ter os dois carros na última fila, apresentou uma performance relativamente respeitável e pode ser considerada uma boa surpresa.

A prova que abre a temporada será transmitida ao vivo pela Rede Globo, com largada marcada para as 10h10 de Brasília.

Confira o grid de largada para o GP da Áustria 2020 de F1:

1) Valtteri Bottas (Mercedes), 1:02.939
2) Lewis Hamilton (Mercedes), 1:02.951
3) Max Verstappen (Red Bull/Honda), 1:03.477
4) Lando Norris (McLaren/Renault), 1:03.626
5) Alexander Albon (Red Bull/Honda), 1:03.868
6) Sergio Pérez (Racing Point/Mercedes), 1:03.868
7) Charles Leclerc (Ferrari), 1:03.923
8) Carlos Sainz Jr. (McLaren/Renault), 1:03.971
9) Lance Stroll (Racing Point/Mercedes), 1:04.029
10) Daniel Ricciardo (Renault), 1:04.239
11) Sebastian Vettel (Ferrari), 1:04.206
12) Pierre Gasly (AlphaTauri/Honda), 1:04.305
13) Daniil Kvyat (AlphaTauri/Honda), 1:04.431
14) Esteban Ocon (Renault), 1:04.643
15) Romain Grosjean (Haas/Ferrari), 1:04.691
16) Kevin Magnussen (Haas/Ferrari), 1:05.164
17) George Russell (Williams/Mercedes), 1:05.167
18) Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo/Ferrari), 1:05.175
19) Kimi Räikkönen (Alfa Romeo/Ferrari), 1:05.224
20) Nicholas Latifi (Williams/Mercedes), 1:05.757

Car Magazine Car Magazine