Car Magazine Car Magazine

Explosão de potência

Ele é surpreendente em todos os sentidos, principalmente no desempenho dinâmico. Não tem quase nada de SUV, tirando o tamanho, e mais parece um 911. Fotos Luca Bassani

Car

É muito maluco! É um SUV, portanto deveria ter características mais familiares e um ótimo comportamento no off-road. No entanto, ele anda mais rápido que muito carro dito esportivo produzido no mundo. Imagine um utilitário esportivo que acelera de 0 a 100 km/h em apenas 3,8 segundos e atinge a velocidade máxima de 286 km/h… Pois é, ele existe e é o Cayenne Turbo. De quebra, ele é bom de curva, desprezando suas mais de duas toneladas de peso.

A terceira geração do SUV chega significativamente calcada nos princípios da marca para o desenvolvimento dos seus carros: construção inteligente, motores potentes, dinâmica de direção excepcional e grande assistência ao motorista. Tudo isso combinado com um comportamento irrepreensível. Claro que um bom carro não deve se ater somente a desempenho, mas pode ter certeza de que isso já significa boa parte do caminho andado. O biturbo que impulsiona esse Cayenne é soberbo.

O Cayenne Turbo é impulsionado por um motor de oito cilindros e quatro litros que, graças a dois turbocompressores, desenvolve uma potência de 550 cv e torque impensável de 78,5 kgfm. Tem ideia do que isso significa nas acelerações? Sua potência específica é de 138 cv/l, e a relação peso/potência é de apenas 3,9 kg/cv. Dá para dizer que ele está mais perto do 911 do que de um mero SUV.

Os novos motores turbo de seis e oito cilindros que estrearam no Panamera seguem o conceito de downsizing, com cilindradas menores e potência e torque mais elevados do que nos modelos anteriores correspondentes. Eles contam com inovações como os turbocompressores posicionados no interior do V do motor, uma disposição que permite dimensões mais compactas. A redução dos trajetos do gás de escape entre as câmaras de combustão e os turbocompressores resulta em uma capacidade de resposta mais espontânea e um desenvolvimento de potência mais rápido. Os turbocompressores Twin-Scroll em contrarrotação asseguram torque elevado em rotações mais baixas — nesse V8 os “absurdos” 78,5 kgfm de torque já estão disponíveis a somente 1.960 rpm.

A transmissão automática de oito marchas Tiptronic S, seguindo novas premissas construtivas, ficou ainda mais esportiva. Os tempos de mudanças de marchas ficaram mais rápidos e as trocas, mais confortáveis e suaves. Em comparação com o modelo anterior, a primeira marcha é mais curta e a da oitava, e última, é mais longa. Isso deixa o carro mais ágil nas acelerações e mais confortável e econômico.

O Cayenne Turbo atinge a velocidade máxima na sexta marcha, e a sétima e a oitava funcionam como a função planar, aumentando o conforto e a economia em percursos longos. A rotação mais baixa do motor também reduz o nível de ruído no interior. Além disso, com o pacote Sport Chrono é possível selecionar os modos de direção diretamente no volante através do comutador de modo — recurso apresentado pela primeira vez no 918 Spyder.

A tração integral Porsche Traction Management (PTM) com embreagem multidisco controlada eletronicamente por diagrama característico oferece grandes vantagens no que se refere à dinâmica de direção, agilidade, tração e capacidade off-road. O sistema regula o compartilhamento da força de propulsão entre os eixos dianteiro e traseiro de modo variável visando sua melhor distribuição. Nos percursos off-road, o PTM assegura a melhor propulsão a qualquer momento.

O novo chassi amplia os limites de esportividade

No que diz respeito à suspensão, ela é a ar com três câmaras, o que permite variar em até 240 mm a sua altura do solo, superar rampas com ângulo de acesso de mais de 21 graus e ultrapassar alagadiços com 525 milímetros de profundidade. Mas… Será que quem pagar R$ 745 mil pelo carro, em sã consciência, vai se atrever a comprovar o que a fabricante afirma?

Sistemas como a estabilização de rodagem Porsche Dynamic Chassis Control (PDCC) e o bloqueio do diferencial do PTV Plus no eixo traseiro são de grande utilidade em terrenos off-road. Os modos off-road podem ser selecionados por meio de um menu específico no PCM, permitindo que pilotos inexperientes também possam utilizar todos os sistemas de modo ideal com a situação.

Com o pacote Sport Chrono, o Cayenne se aproxima mais dos carros esportivos. Assim como no 911, o motorista escolhe os programas de direção — Normal, Sport e Sport Plus e Individual — por meio do comutador de modo no volante. O Sport Plus também ativa o Performance Start para melhores acelerações. Direciona os sistemas do chassi para desempenho rebaixando a suspensão para o nível máximo e regula o ângulo de ajuste do spoiler do teto do carro de modo a assegurar o máximo downforce.

Os freios a disco receberam um revestimento extremamente duro de carboneto de tungstênio, que receberão a ação de pastilhas especialmente desenvolvidas para o modelo. Em comparação com os freios de ferro fundido convencionais, o novo sistema se mostra muito superior, inclusive em durabilidade: até 30% maior. Esses discos se desgastam mais lentamente e geram menos pó de freio sobre as rodas, além de proporcionar coeficientes de atrito mais elevados e melhores respostas de frenagem.

O Cayenne Turbo impressiona também nas estradas sinuosas – é impensável um SUV com esse tamanho e peso ter esse bom comportamento nas curvas. Isso se deve em grande parte aos novos sistemas ativos: estabilização de rodagem eletromecânica Porsche Dynamic Chassis Control (PDCC) e suspensão a ar adaptativa. Todos os processos são controlados pelo 4D Chassis Control — pela primeira vez, um módulo de controle central interliga todos os sistemas de chassi que trabalham no veículo.

Porsche Cayenne Turbo
>Preço R$745.000
>À venda Disponível
>Motor Oito cil. em V, 3.996 cm3, biturbo, 550 cv entre 5.750 rpm e 6.000 rpm e torque máximo de 78,5 kgfm entre 1.960 rpm e 4.500 rpm
>Transmissão Automática Tiptronic S, com oito marchas, tração integral com distribuição variável de torque entre os eixos dianteiro e traseiro
>Suspensão Dianteira e traseira independentes com multibraços, com a Porsche Active Suspension Management (PASM)
>Comp. / largura / altura 4.926 / 2.194 / 1.673 mm
>Peso / material 2.175 kg / aço

Car Magazine Car Magazine