Car Magazine Car Magazine

Hamilton caminha a passos largos rumo ao hepta e vence mais uma prova sem emoções na Espanha

Apesar das esperanças da Red Bull em dar o bote, Hamilton soube controlar o ritmo e andar rápido quando necessário.

RaceCar

O GP da Espanha de 2020 manteve duas tradições na F1: o de proporcionar corridas sem graça e o troféu de primeiro lugar nas mãos de Lewis Hamilton, que se isola cada vez mais na liderança do campeonato em busca do hepta.

Apesar das esperanças da Red Bull em dar o bote como aconteceu no encontro passado em Silverstone, Hamilton soube controlar o ritmo e andar rápido quando necessário para manter Max Verstappen sem chances de “trucar” usando a estratégia.

Logo na largada, a vida de Hamilton foi facilitada pela péssima largada de Valtteri Bottas – o que também já está virando tradição. O finlandês não só perdeu o segundo posto para Verstappen, como também o terceiro para Lance Stroll, que vem surpreendendo a cada corrida.

O canadense foi presa fácil para Bottas, mas sua atuação já estava completamente comprometida – só não piorou por conta da habilidade de Alex Albon, da Red Bull, que quase estampou sua traseira em determinado momento da volta de abertura.

Lá na frente, Hamilton conseguia tranquilamente impedir Verstappen de obter uma diferença suficiente para evitar o holandês de usar o DRS. Na guerra de estratégias, desta vez, a Mercedes manteve a margem de segurança, com Hamilton evitando usar pneus macios e mantendo os médios, seguindo com tranquilidade até a vitória, 24 segundos à frente do holandês, com Bottas completando o pódio e salvando o ponto extra da melhor volta.

De quebra, Hamilton ainda completou a agora inédita marca de 156 pódios na carreira. “Eu estava tentando entender a estratégia de Max Verstappen. Achei que ele estava recuando para ficar longe do meu carro para se aproximar mais tarde. Talvez eles pudessem ficar mais tempo na pista do que nós. Então eu realmente tive que ter certeza de mantê-lo atrás de mim. À medida que a temperatura dos meus pneus estabilizou, senti que podia aplicar mais pressão. Eu podia ver que ele estava pressionando, mas ele teve que parar antes. O gerenciamento de pneus foi a chave hoje”, comentou o inglês.

Tirando os três primeiros, todos os outros tomaram volta do líder, casos de Lance Stroll, o quarto, e Sergio Pérez, o quinto (ele chegou em quarto na pista, mas levou uma punição de cinco segundos por ignorar bandeiras azuis), com os dois Racing Points.

Carlos Sainz foi o sexto com a McLaren, que, depois do ótimo desempenho nas provas da Áustria, deu uma apagada. Sebastian Vettel foi a melhor Ferrari em sétimo, uma vez que Charles Leclerc abandonou com problemas elétricos.

Completando a zona de pontuação vieram Alex Albon, Pierre Gasly, em mais um ótimo desempenho com a Alpha Tauri, e Lando Norris, no segundo McLaren.

A próxima etapa da temporada 2020 acontece dia 30 de agosto em Spa-Francorchamps, na Bélgica.

RESULTADO FINAL

1 Lewis Hamilton Mercedes 1h31m45.279s
2 Max Verstappen Red Bull/Honda 24.177s
3 Valtteri Bottas Mercedes 44.752s
4 Lance Stroll Racing Point/Mercedes 1 volta
5 Sergio Perez Racing Point/Mercedes 1 volta
6 Carlos Sainz Jr. McLaren/Renault 1 volta
7 Sebastian Vettel Ferrari 1 volta
8 Alexander Albon Red Bull/Honda 1 volta
9 Pierre Gasly AlphaTauri/Honda 1 volta
10 Lando Norris McLaren/Renault 1 volta
11 Daniel Ricciardo Renault 1 volta
12 Daniil Kvyat AlphaTauri/Honda 1 volta
13 Esteban Ocon Renault 1 volta
14 Kimi Raikkonen Alfa Romeo/Ferrari 1 volta
15 Kevin Magnussen Haas/Ferrari 1 volta
16 Antonio Giovinazzi Alfa Romeo/Ferrari 1 volta
17 George Russell Williams/Mercedes 1 volta
18 Nicholas Latifi Williams/Mercedes 2 voltas
19 Romain Grosjean Haas/Ferrari 2 voltas
Charles Leclerc Ferrari problema elétrico

OS DEZ MELHORES NO CAMPEONATO

1 Lewis Hamilton, 132 pts
2 Max Verstappen, 95
3 Valtteri Bottas, 89
4 Charles Leclerc, 45
5 Lance Stroll, 40
6 Alexander Albon, 40
7 Lando Norris, 39
8 Sergio Pérez, 32
9 Carlos Sainz Jr., 23
10 Daniel Ricciardo, 20

Car Magazine Car Magazine