Car Magazine Car Magazine

Mesma potência, câmbio novo

Mas ele também ganhou uma série de itens que deixaram a “difícil tarefa” de dirigi-lo esportivamente muito mais divertida

CarChevrolet Camaro SS

Pois é, ele tá ficando cada vez mais divertido. Além de manter o status de um dos muscle car mais conhecidos do mundo, juntamente com o Mustang, agora ele ganha itens de dirigibilidade que são pura diversão. Imagine que, entre outras coisas, ele recebeu controle de largada e de aquecimento de pneus traseiros.
O que é isso? Você já viu no cinema o carro “fritando” os pneus, sumindo no meio da fumaça, sem sair do lugar? Então, o dono de Camaro — assim como já acontecia com o Mustang — pode fazer a mesma brincadeira. É claro que tem de estar preparado para comprar pneus novos depois de algumas “arrancadas” desse tipo. Mas os amigos vão ficar morrendo
de inveja.

Outras inovações que estreiam com o modelo são a terceira geração do multimídia MyLink e o retrovisor interno por câmera. A empresa destaca, ainda, que o Camaro é o muscle car de maior representatividade no País, com mais de 6 mil unidades vendidas.

A marca também tenta, cada vez mais, reforçar a atitude esportiva do carro, atualizando seu design e evoluindo seu comportamento dinâmico. Uma das alterações mais significativas foi a troca do câmbio automático de oito marchas, substituído por um de dez velocidades — o mesmo que equipa o Mustang. Na verdade, com essa mudança, o carro não ficou mais rápido que anteriormente, mas ganhou em uniformidade de giros do motor, que fica por mais tempo em uma faixa mais eficiente e até, teoricamente, mais econômica.

O Camaro SS chega às concessionárias no primeiro trimestre do próximo ano trazendo o potente motor V8 de 6,2 litros e 461 cv de potência e 62,9 kgfm de torque máximo. Ele conta com sistema de injeção direta de combustível e comando de válvulas continuamente variável, que aumenta a oferta de torque e potência dentro da melhor faixa de rotação do motor. Outra característica desse propulsor é o significativo ganho de eficiência energética em velocidades de cruzeiro, quando ele desliga quatro cilindros para economizar combustível. A versão cupê acelera de 0 a 100 km/h em 4,2 segundos e atinge a velocidade máxima, limitada eletronicamente, de 290 km/h.

A nova transmissão automática otimiza o escalonamento das dez marchas, tornando a condução do veículo mais prazerosa. Com relações entre as marchas mais próximas umas das outras, o motor trabalha em um nível de giros mais uniforme, além de proporcionar retomadas mais eficientes. Outra vantagem são as trocas quase imperceptíveis. Ela também permitiu que o Camaro ganhasse a função de controle de largada, conhecida por launch control, própria para autódromos. O mecanismo possibilita que se consiga o máximo de rendimento nas acelerações partindo da imobilidade, mesmo quando o carro está sendo dirigido por motoristas menos experientes.

O controle de largada pode ser ajustado por meio da alteração da faixa de rotação do motor e da porcentagem de escorregamento das rodas. Com a função selecionada no painel, é preciso usar os dois pés para iniciar o launch control. Enquanto o pé esquerdo segura o carro no freio, o pé direito eleva o giro do motor no acelerador. Um gráfico no quadro de instrumentos indica o momento exato de fazer a largada, bastando liberar o freio para o carro partir como um bólido. Aliás, os freios são os Brembo, próprios para competição, com quatro pistões por cáliper.

Ele também vem equipado com sistemas de alta performance, como a plataforma modular Alpha com 11 módulos independentes que otimizam a sua estrutura e rigidez, a distribuição igualitária de peso entre os eixos, e a carroceria que conta com elevado índice de materiais de alta resistência. A empresa destaca, ainda, o sistema de vetorização do torque (Torque Vectoring), que usa recursos do controle eletrônico de estabilidade para o máximo desempenho do carro nas curvas, possibilitando que as rodas de tração recebam quantidades distintas de torque, potencializando o deslocamento do carro.

O Camaro SS conta também com o modo de dirigir Circuito, que altera o comportamento da leveza da direção, da atuação dos controles de estabilidade e de tração, do mapeamento da transmissão e do motor. O motorista tem outras três opções — Passeio, Sport e Neve — para conduzir o carro icônico. Todo esse aparato é coadjuvado por enormes e eficientes pneus run flat — que podem rodar emergencialmente mesmo furados — nas medidas 245/40 ZR20 na frente e 275/35 ZR20 na traseira.

Já a função de aquecimento de pneus permite que as rodas traseiras tracionem com o veículo parado. Para ser habilitada, uma sequência de comandos precisam ser acionados, por segurança, e o volante deve estar centralizado.

A sexta geração do Camaro se distingue pelo esmero das suas linhas, que acentuam seu caráter esportivo. Na dianteira, isso fica perceptível por conta dos novos faróis em Full LED, além do capô, grade e para-choque, que foram remodelados. Os projetistas do carro usaram de criatividade para integrar os elementos com soluções aerodinâmicas, como a gravata Chevrolet vazada, por exemplo, que ajuda no arrefecimento do motor. Na traseira, as lanternas com conceito dual element receberam atualizações e harmonizam com o novo para-choque.

Indiscutivelmente o diferencial das laterais do carro fica por conta das enormes rodas de 20 polegadas de diâmetro. Enquanto no cupê elas trazem pintura acetinada, no conversível elas são pretas de alto brilho. O desenho também é diferente para cada carroceria, o que contribui para construir a identidade de cada versão.

Dirigimos o Camaro em uma pista particular bastante travada, o que limita um pouco a performance desse esportivo de quase cinco metros de comprimento. Mas, apesar de grande, ele é ágil e fácil de ser conduzido. É patente a força dos seus 461 cv, que, ajudados pelo novo câmbio de dez marchas, empurram o carro com muita vontade. As suspensões garantem um bom comportamento nas curvas rápidas e o controle de tração e estabilidade atua de forma a não deixar os menos experientes cometerem os inevitáveis erros ao dirigir um carro com tanta potência. Os freios são irretocáveis.

Chevrolet Camaro SS
> Preço A ser definido
> Motor V8, 6.162 cm3, 32 válvulas, 461 cv a 6.000 rpm, 62,9 kgfm a 4.400 rpm
> Transmissão Automática de 10 marchas, tração traseira
> Desempenho Aceleração de 0 a 100 km/h em 4,2 s; velocidade máxima de 290 km/h limitada eletronicamente
> Peso 1.709 kg
> À venda Fevereiro de 2019

Car Magazine Car Magazine