Car Magazine Car Magazine

Portugal volta a brilhar no automobilismo com título de Felix da Costa na Formula E

Ex-piloto de testes da F1, português faz história ao ser primeiro campeão antecipado e o segundo a vencer três vezes seguidas na temporada.

RaceCar

O português Antonio Felix Da Costa é o mais novo campeão da ABB FIA Fórmula E. O piloto levou a taça da temporada 2019-20 de forma antecipada ao terminar a prova disputada neste domingo no Aeroporto de Tempelhof, em Berlim, na Alemanha, na segunda colocação, garantindo uma dobradinha da equipe DS Techeetah. A vitória no ePrix foi do francês Jean Eric Vergne, que era o detentor do título do ano passado.

Em sua primeira temporada pela DS Techeetah, o piloto português tornou-se apenas o segundo piloto a conquistar três vitórias consecutivas na Fórmula E enquanto superava seu companheiro de equipe e então bicampeão da categoria, Jean-Eric Vergne. E, com isso, ele se torna o primeiro de seu país a vencer um campeonato considerado top de monopostos do automobilismo mundial – o melhor resultado de um competidor lusitano até então havia sido o terceiro lugar de Tiago Monteiro no GP dos EUA de 2005, quando 70% do grid não largou por problemas nos pneus.

Imediatamente após a corrida, Da Costa disse emocionado: “Estou sem palavras. Algumas vezes, estive tão perto de desistir durante os momentos difíceis e graças às pessoas ao meu redor, nunca desisti. Sou muito grato a essas pessoas que acreditaram em mim e em minhas capacidades, mesmo quando não terminava nem perto do pódio. Obrigado a todos, obrigado DS TECHEETAH por me dar a melhor chance da minha vida.”

“Muito obrigado ao JEV, eu sei que é difícil para ele, mas ele me ajudou muito e foi principalmente graças a ele que me estabeleci tão rapidamente na equipe. Hoje nós tínhamos um plano e executamos perfeitamente. JEV e eu ajudamos um ao outro, mas foi muito intenso no final, pois Seb e Oli sempre estivam lá. Todos foram muito justos hoje e correram como os campeões que são!”, comemorou Da Costa.

Apesar de não ser mais o campeão, Vergne teve motivos para festejar, afinal e contas venceu pela primeira vez nesta temporada e ajudou sua equipe a conquistar pelo segundo ano consecutivo, o título entre as equipes. O pódio foi completado pelo suíço Sébastien Buemi, da Nissan e.Dams.

“Como equipe, não podíamos sonhar com um dia melhor. Vencemos o campeonato de equipes, o Antonio conquistou o título de pilotos e saltei de nono para o segundo lugar da classificação. Agora, vou lutar pelo vice até o fim. Foi um dia fantástico e estou extremamente orgulhoso de fazer parte desta equipe. Conheço bem a sensação que te atinge na última volta pouco antes de cruzar a bandeira quadriculada e você está prestes a ganhe seu primeiro campeonato. Provavelmente é o melhor momento na vida de um piloto e o Antonio deve aproveitar cada segundo disso”, comentou Vergne.

Piloto de 28 anos e natural de Cascais, em Portugal, Da Costa se tornou o primeiro campeão da Fórmula E a garantir o título antes da rodada final (com duas corridas de antecedência).

Presente no grid da categoria desde a primeira temporada, mas sempre longe da disputa pelo título – terminou em 13º, 20º e 15º antes de terminar em sexto lugar com a BMW i Andretti Motorsport na temporada passada, o título de Da Costa mostra que há sempre oportunidades iguais para os pilotos na Fórmula E.

E com a Fórmula E se tornando um Campeonato Mundial oficial da FIA na próxima temporada, todos estão de olho na DS Techeetah, que agora conta dois campeões em seus carros, além de ser a bicampeã da competição de carros elétricos.

Lembrando que a sexta temporada ainda não terminou: os carros elétricos voltam a correr no Aeroporto de Tempelhof nos dias 12 e 13 de agosto, desta vez em um traçado semelhante ao original, porém com mudanças nas últimas curvas que prometem ainda mais emoção. Ambas as provas serão transmitidas no Brasil com exclusividade nos canais Fox Sports.

Car Magazine Car Magazine