Car Magazine Car Magazine

SUV, sedã ou esportivo?

Parece delírio, mas o Q8 reúne qualidades que são inerentes às citadas acima. Na terra, ele anda como um SUV, quando acelerado fundo, reage como um esportivo, mas tem conforto e comportamento de sedã de luxo. Por Caio Moraes

Car

Moderno, com linhas agressivas e muita tecnologia embarcada, esse é o novo Audi Q8. De quebra, um carro de múltiplas facetas, que pode atender às expectativas de vários tipos de consumidores. Seguindo a tendência de SUV com carroceria cupê — que nem sempre agrada a todos —, ele ficou bonito, chamativo… realmente acertaram no design. Menor em comprimento que seu irmão Q7, ele ganhou em largura e ficou um pouco mais baixo.

A carroceria cupê se destaca por linhas fortes e bem-definidas. A grade Singleframe com design octogonal ocupa quase toda a área frontal do carro, e o spoiler e as grandes entradas de ar com contornos fortes acentuam a agressividade e esportividade. Um destaque são as portas sem as molduras dos vidros, um aspecto incomum nesse tipo de carro. A traseira, é claro, é caracterizada pela queda da linha do teto e termina com um elemento estreito de alto brilho preto com uma faixa de luz integrada que liga as lanternas. As caixas de rodas são enormes — não poderia ser de outra forma — para abrigar “absurdos” modelos de 22 polegadas.

O interior é condizente com os modelos de alta gama da marca, transpirando sofisticação no acabamento com bancos forrados de couro, alumínio e preto piano no painel, e a presença de duas telas sensíveis ao toque, além do Virtual Cockpit com 12,3 polegadas para os instrumentos: a segunda, de 10,1” central, e a última, com 8,6”, no console. O display superior (10,1”) está destinado ao controle dos sistemas de entretenimento e navegação, e o inferior (8,6”), permite o gerenciamento do ar-condicionado e de outras funções de conforto. O som Bang & Olufsen, de alta qualidade, entrega som 3D com a mesma acústica nos assentos dianteiros – item disponível para a versão Perfomance Black.

Com 4.986 milímetros de comprimento (entre-eixos de 2.995 mm), 2.190 milímetros de largura, 1.705 mm de altura e altura do solo de até 220 milímetros, o Q8 oferece ótimo espaço para cinco ocupantes — a carroceria cupê inviabiliza os sete lugares, como no Q7. Claro que o compartimento de bagagem também se ressentiu da nova estética, mais ainda tem 605 litros e pode ter sua capacidade aumentada para até 1.755 litros com os assentos traseiros rebatidos. A tampa traseira pode ser operada eletricamente e conta com abertura e fechamento por um gesto com o pé.

O desempenho esportivo fica por conta do motor 3.0 TFSI, que desenvolve 340 cv de potência e torque de 51 kgfm. A transmissão tiptronic de oito velocidades oferece trocas de marcha rápidas e suaves. Um amortecedor de vibração torcional, que age com base na velocidade do motor, compensa as vibrações principalmente para permitir uma condução eficiente, mesmo em rotações muito baixas. Apesar dos seus 2.340 quilos, acelera de 0 a 100 km/h em 5,9 segundos.

O Q8 conta com um sistema híbrido parcial que fica sob os cuidados de uma bateria de íons de lítio e de um alternador com sistema elétrico de 48 volts, que pode substituir o V6 em dois momentos: em velocidades entre 55 e 160 km/h ou quando o start/stop desliga o motor (já a partir de 22 km/h), no trânsito urbano. Durante a desaceleração, o BAS pode recuperar até 12 kW de energia.

A tração é a conhecida quattro, que em condições normais transfere potência para os eixos dianteiro e traseiro em uma proporção 40:60 como padrão. Sob demanda, desloca a maior parte da força para o eixo com melhor tração. As suspensões independentes com cinco braços são feitas de alumínio em sua maior parte. O eixo traseiro é direcional, auxiliando tanto nas manobras de estacionamento, esterçando para o sentido oposto das dianteiras, quanto nas curvas em estradas, virando para o mesmo lado.

O SUV pode ser dirigido em sete diferentes perfis de condução, condição proporcionada pelo Drive Select (Off-road, All road, Comfort, Efficiency, Dynamic, Auto e Individual), que altera o comportamento do carro, ajustando motor, câmbio e suspensões de acordo com o modo acionado e as condições de rodagem ou de terreno. Na posição off-road, o Q8 pode aumentar a distância do solo em cerca de 34 mm, passando de 220 mm para 254 mm por meio da suspensão de acionamento pneumático. O Q8 tem ótimo comportamento dinâmico — tanto no off-road quanto nas ruas e estradas. Nem se percebe que se está ao volante de um carro com as suas dimensões e peso, sempre auxiliado por uma série de sistemas de assistência à condução.

Audi Q8 Performance Black
>Preço R$ 503.990
>À venda Disponível
>Motor Seis cil. em V, 2.995 cm3, 24 válvulas, turbo, potência máxima de 340 cv entre 5.000 rpm e 6.400 rpm, torque de 51 kgfm entre 1.370 rpm e 4.500 rpm (gasolina)
>Transmissão Automática Tiptronic de oito velocidades; tração integral quattro
>Desempenho 0 a 100 km/h em 5,9 segundos; velocidade máxima de 250 km/h
>Suspensão Dianteira e traseira independente multibraços
>Comp. / largura / altura 4.986 / 2.190 / 1.705 mm
>Peso / material 2.340 kg / aço

Car Magazine Car Magazine