Car Magazine Car Magazine

W2 Racing vai alinhar dois Honda Civic na primeira temporada do TCR South America

Equipe mais vitoriosa da história da Stock Car Light terá Raphael Reis em um de seus carros no novo campeonato continental.

RaceCar

O Brasil tem confirmada a primeira equipe e o primeiro piloto para o TCR South America. A W2 Racing teve aprovada sua inscrição no campeonato e vai preparar dois Honda Civic para a temporada de estreia. Um deles será pilotado por Raphael Reis.

Com sede no Rio de Janeiro e comandada pelo ex-piloto Serafin Júnior, a W2 Racing é a equipe de maior sucesso na história da Stock Car Light. Ela detém os recordes de poles, vitórias e títulos da categoria de acesso à mais tradicional competição do esporte a motor no Brasil.

Raphael Reis está em sua quarta temporada acelerando pela W2. O piloto de Brasília é o atual líder do campeonato, com três vitórias e um segundo lugar em seis corridas disputadas em 2020. Ele levou o carro #77 ao título em 2018 e, no ano seguinte, retornou à categoria e correu também algumas provas na Stock Car.

Depois de iniciar carreira no kart, Reis fez a transição para as provas com carros de competição em categorias regionais de marcas e pilotos, acelerando veículos de tração dianteira.

Esse tipo de carro também não é novidade para a W2. A equipe já preparou carros de tração dianteira no Trofeo Linea -e Serafin Jr tem inclusive vitória pilotando carros desta natureza no Brasileiro de Marcas em 2011.

Para a empreitada no TCR South America, a W2 tem o suporte da JAS Motorsport, organização italiana certificada pela Honda como sua parceira oficial desde 1998, fornecendo carros vencedores em categorias de Gran Turismo, WTCC, TCR e outras.

O elo entre W2 Racing e JAS Motorsport, bem como a interlocução com os promotores do TCR South America, é de responsabilidade do também ex-piloto e chefe de equipe Duda Pamplona.

O titular do segundo carro da equipe no campeonato inaugural será anunciado posteriormente.

O TCR South America tem prevista sua primeira corrida para o mês de abril de 2021, em Interlagos. Sempre com uma prova por mês, o campeonato depois passa por Curitiba e por um traçado no Rio Grande do Sul (possivelmente Santa Cruz do Sul) antes de deixar o Brasil. A etapa uruguaia acontece em Rivera. Depois serão três etapas na Argentina: Buenos Aires, Termas de Río Hondo e San Juan. O campeonato termina no Chile, na pista de Temuco, em novembro. Cada etapa tem duas corridas.

“O conceito TCR é um sucesso ao redor do mundo e tem todos os atributos necessários para entregar um belo campeonato para torcedores, patrocinadores e pilotos na América do Sul. Estamos muito motivados em levar a W2 Racing para um desafio internacional, contando com Raphael Reis, com quem já ganhamos um campeonato na Stock Light e lideramos o campeonato de 2020.  É motivo de orgulho representar a Honda, montadora de muita força no mercado brasileiro e contar com o suporte da Honda JAS Motorsport. É incrível participar do nascimento de uma nova categoria, representar uma marca tão importante e poder competir em parceria com profissionais tão importantes para a história da W2, como Raphael Reis e Duda Pamplona”, afirma Serafin Jr, chefe da equipe W2 Racing.

“Estou muito feliz em anunciar nosso ingresso no TCR South America. Sempre assisti a WTCR e outras séries TCR pelo mundo e me interessei assim que vi que teria no Brasil. Naturalmente a ideia foi se desenvolvendo com o Serafin, com quem trabalho já há quatro anos inclusive com o título de 2018. É uma parceria que começou nas pistas e virou uma grande amizade. Realizar o sonho de correr internacionalmente com pessoas em quem confio no trabalho me deixa muito animado. Saio do tração traseira para o carro de tração dianteira, onde comecei nos carros de turismo, em categorias conhecidas no Brasil como ‘Regionais de Marcas’. É um tipo de guiada do qual gosto muito e estou extremamente motivado em subir mais um degrau em minha carreira. Comecei no kart e era só uma brincadeira. Depois fui para os carros, fui crescendo, participei de provas regionais, depois de um campeonato nacional e fui campeão brasileiro na Stock Light. Então busco mais um passo, agora internacional, com pilotos de diversos países, novas pistas e situações diferentes das que estou acostumado. O Honda é um carro que se mostra bastante competitivo e confio muito na W2 para buscarmos novas conquistas”, destaca Raphael Reis, piloto do carro #77.

 “A equipe W2 Racing é dona de um belo histórico de vitórias na Stock Car Light e sempre revelou talentos para as pistas brasileiras. Conheço há muitos anos o trabalho desenvolvido pelo Serafin Júnior em parceria com o Duda Pamplona e tenho certeza que a Honda estará muito bem representada pela W2 Racing no TCR South America”, completa Mauricio Slaviero, organizador do TCR South America no Brasil.

  

Ficha técnica do carro

Modelo: Honda Civic FK7 Hatchback

Motor: Turbo, com 4 cilindros em linha e 16 válvulas

Potência: 340 HP

Transmissão: Sadev ou Xtrac, de 6 marchas e acionamento por paddle shift

Dimensões: 4549mm de comprimento por 1950mm de largura

Peso mínimo: 1.265 kg (incluindo o piloto)

Car Magazine Car Magazine