Car Magazine Car Magazine

X3, agora totalmente elétrico

O primeiro BMW elétrico da linha X está prestes a chegar ao mercado. O SUV será produzido em Shenyang, também com vistas às exportações, e chega ao mercado chinês até o final do ano

Car

O X3 é o primeiro modelo da marca que estará disponível com motores gasolina, diesel, sistema híbrido plug-in, ou totalmente elétrico, com a denominação iX3. Ele abre caminho para a tecnologia BMW eDrive de quinta geração. De acordo com a empresa, grandes progressos foram alcançados em termos de densidade de potência, faixa operacional, peso, necessidade de espaço para as baterias e flexibilidade. A nova geração também permitiu avanços no desempenho, consumo de energia elétrica e autonomia. Esses novos componentes também serão incorporados aos modelos iNEXT e i4 a partir de 2021.

O recém-projetado motor elétrico eDrive produz uma potência máxima de 290 cv (286 hp) e torque máximo de 40,8 kgfm (400 Nm). Aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 6,8 segundos (como comparação, o BMW X3 30i precisa de 6,4 segundos), e a velocidade máxima é de 180 km — limitada eletronicamente.

A densidade de energia das novas baterias é 20% maior do que as das baterias usadas pelo BMW Group

A nova tecnologia de células de bateria desempenha papel de destaque no cenário de desenvolvimento de baterias de alta tensão. Sua capacidade de armazenamento em relação ao espaço utilizado no carro aumentou consideravelmente. A densidade de energia das novas baterias é 20% maior do que as das baterias usadas pelo BMW Group para veículos totalmente elétricos até o momento. Elas permitem que o iX3 tenha uma autonomia de até 459 quilômetros no ciclo de testes WLTP (Worldwide Harmonized Light Vehicles Test Procedure) e de até 520 quilômetros no ciclo de testes NEDC (New European Driving Cycle).

A fabricante afirma que a bateria de alta tensão do iX3 pode ser carregada de 0 a 80% de sua capacidade total em 34 minutos. O usuário também pode inserir energia necessária para rodar 100 quilômetros (no ciclo WLTP) com 10 minutos de carregamento.

Com construção particularmente fina, e posicionadas na parte inferior do carro, as baterias baixaram o centro de gravidade do iX3 em cerca de 7,5 centímetros em comparação com o BMW X3 a combustão. A suspensão adaptativa inclui amortecedores controlados eletronicamente, o que permite uma otimização do conforto e da dinâmica rodagem do carro. Opcionalmente ele pode vir com a suspensão adaptativa M, calibrada para proporcionar respostas mais esportivas.

Na posição ‘D’ o usuário pode escolher as alterativas de alta, média ou baixa regeneração da energia

A intensidade de regeneração de energia do freio, ajustada à situação da área de circulação do carro, é definida pelo sistema de navegação do carro e pelos sensores do sistema de assistência ao motorista. Por exemplo, ao se aproximar de um cruzamento, um trecho de via com velocidade restrita, ou com um veículo à frente, a recuperação é totalmente utilizada. Na estrada, a função de desaceleração é ativada sempre que o motorista tira o pé do acelerador.

Como alternativa à recuperação adaptativa, na posição ‘D’ de condução o motorista pode escolher as alterativas de alta, média ou baixa regeneração da energia do freio. Além disso, o uso da alavanca seletora no console central para ativar a posição de condução ‘B’ gera uma recuperação de energia particularmente forte.

Car Magazine Car Magazine